REDUTO DO COMODORO - o Blog de CARLOS REICHENBACH - comodoro@olhoslivres.com
  

A MORTE DE J. LINS, UM "INVENTOR" BRASILEIRO

 Ontem, dia 27 de agosto, voltando de avião para São Paulo, após o lançamento de GAROTAS DO ABC no Rio de Janeiro, me deparei com uma notícia do jornal TRIBUNA DA IMPRENSA que, além de um frio na espinha, me prostrou de tristeza o resto da viagem.

DEU NA TRIBUNA DA IMPRENSA (27/08/2004)

Jaceguay Lins morre abandonado no ES

 Nota publicada em jornal capixaba: "o Espírito Santo está de luto: morreu hoje, de câncer na garganta, aos 57 anos, o maestro Jaceguay Lins, importante expoente intelectual que contribuiu para a divulgação do congo. Nascido em Pernambuco, Jaceguay Lins atuou no Rio de Janeiro, no início dos anos 70, na pesquisa da música eletroacústica no Instituto Villa-Lobos, juntamente com Marlene Fernandes, Ricardo Tacuchian, José Maria Neves e Aylton Escobar. O maestro, compositor, escritor e poeta Jaceguay Lins, que também foi regente da Orquestra Filarmômica do Espírito Santo, morreu praticamente na miséria - seu enterro foi pago pela Prefeitura Municipal da Serra, na Grande Vitória, capital do Estado. Esse é o retrato fiel da cultura brasileira." 

 Por e-mail, Acir Vidal me pergunta se o conheci. Mais que isso: fui aluno dele, de Melódica, justo ali no Instituto Villa-Lobos, em 1970. Estive em sua casa, na Praia do Flamengo, quando era casado com a pianista Marlene Fernandes, também minha professora. Anos depois, na Embrafilme, produzi um elepê com a trilha sonora que ele criou para o longa "Coronel Delmiro Gouveia", de Geraldo Sarno, sobre um dos mais desconhecidos heróis brasileiros.

 Há dias, fiquei sabendo de sua agonia, sozinho e doente, pelo escritor e jornalista Tavares Dias, mineiro radicado em Vitória - mas já não havia praticamente nada a fazer. Lins passa a ser mais uma saudade. Curiosa ironia: chama-se Delmiro, em homenagem ao personagem do filme, o filho de um outro grande capixaba, o pesquisador Rogério Coimbra, amigo de Acir, de Tavares e da coluna."

ROBERTO M. MOURA

 Em 1988, o grande cineclubista e agitador cultural Marcus Valério me convidou a mostrar FILME DEMÊNCIA num cinema de Vila Velha, em Vitória do Espírito Santo, o saudoso Camélia, aquele simpático cinema restaurado pela prefeitura que ficava aos pés de duas enormes favelas capixabas.

 Eu havia exibido ANJOS DO ARRABALDE, meses antes, numa das sessões mais impressionantes e imprevisíveis da minha vida. Pude testemunhar, muitas vezes assustado, a euforia e a fúria das reações de empatia ou rejeição com o tema e personagens mostrados no filme, sobre o público que frequentava o Camélia: vinte por cento de intelectuais e cinéfilos da cidade se misturando com uma maioria absoluta de favelados locais. O Camélia cobrava um valor exíguo e simbólico e com isso atraia um imenso público carente da região (resultado prático do eficiente ativismo cultural e militante - em prol do direito à comida e arte -  de Marcus Valério e seus companheiros). A sala estava hiperlotada e as reações eram as mais estarrecedoras. Quando a personagem de Irene Stefânia, uma professora dedicada, resolve enfrentar o marido machista, o advogado "porta-de-cadeia" interpretado por Ênio Gonçalves, os homens da platéia berravam: "Mete a mão na cara dela! Não afina não, viado!". Pensei que fossem quebrar as cadeiras do cinema quando Stefânia "dá uma banana" para o marido autoritário no desfecho do filme e volta a trabalhar. Não foi o que aconteceu. ANJOS DO ARRABALDE foi recebido com uma ovação delirante e comovente. O machismo proletário se dissolveu no desfecho que celebra a tolerância e o respeito humano.

 Quando voltei para mostrar FILME DEMÊNCIA pensei que fosse encontrar o cine Camélia às moscas. Claro, não era o mesmo volume de público da sessão anterior, mas me surpreendi em ver todas as poltronas ocupadas. Naquela noite haviam mais cinéfilos, estudantes e intelectuais do que o público proletário habitual. A sessão foi assistida com um respeito comovente. Pude ouvir aplausos calorosos e metade da platéia saiu da sala com uma expressão de nítida perplexidade. Assim que Marcus Valério deu início ao debate, um homem magro, fisicamente muito parecido com o amigo Jairo Ferreira, veio até mim e me abraçou irrompendo num choro convulso. "Você filmou a minha vida!". A emoção do espectador fez a platéia vir abaixo e só então fiquei sabendo de quem se tratava. "Meu nome é J. Lins e isso que você filmou é minha vida!", disse ele referindo-se ao "calvário" de Fausto pela noite da "falência economica e existencial de São Paulo". Naquela noite FILME DEMÊNCIA me apresentou um novo "irmão de universo" e mesmo que poucas vezes nós tenhamos nos falado depois daquele encontro, a minha admiração por aquele experimentador nato e imenso, militante da música da alma e anacoreta convicto, nunca mais arrefeceu.

 Orlando Parolini, Dennis Wilson, Raul Seixas e Jairo Ferreira me ensinaram que criadores transgressivos nunca morrem abandonados; eles apenas alçam vôo solo por espontânea vontade e sem retorno.

CARLOS REICHENBACH - 28/08/2004



 Escrito por Carlos Reichenbach às 14h13
[] [envie esta mensagem]


 
   ADVOGANDO EM CAUSA PRÓPRIA

CINE IMPERFEITO DISSECA O CINEMA DO COMODORO

 Que meus filmes nunca fizeram a unanimidade isso qualquer neófito envolvido no ramo cinematográfico - à esta altura do campeonato - podia estar sabendo, mas que GAROTAS DO ABC fosse capaz de gerar tanto ressentimento, bílis e pus em jornalistas (que se acham críticos) com "síndrome de pequeno poder" (ou "pose de porteiro de boite granfina", como definiu um desafeto da profissão) e estudantes de cinema esquizofrênicos, foi uma autêntica surpresa - deprimente por um lado, mas cintilante por outro, já que referenda a energia de meus filmes mais radicais. Como resposta a boçais e frustros, indico aos fiéis do Reduto a avaliação da crítica mais jovem, insurreta e deflagradora de uma obra em constante re-evolução - CARLOS REICHENBACH

http://www.cineimperfeito.com.br/espaco.asp



 Escrito por Carlos Reichenbach às 00h04
[] [envie esta mensagem]


 
   COLUNISMO SOCIAL, O RETORNO

GAROTAS DO ABC NA AUGUSTA, GRAÇAS À DEUS

Fotos: VEBIS JUNIOR

Comentários: RAIMUNDA VALLADARES

 A pré-estréia de GAROTAS DO ABC, no Espaço Unibanco de São Paulo, lotou as três salas da rua Augusta, o que obrigou alguns retardatários a voltarem para a casa. Os cartazes do filme, espalhados pelo cinema inteiro, foram "discretamente" surrupiados por amigos e fãs das maravilhosas atrizes presentes ao evento. Na montagem de fotos acima, uma das musas do Reduto, Lina Agifu assina um dos posters, "dirigida" pela deslumbrante Michelle Valle); Lucielly di Camargo (cada dia mais parecida com a musa mexicana Salma Hayek); a grandiosa Beth Goulart (que não está em GAROTAS, mas faz uma participação especialíssima no inédito BENS CONFISCADOS, de Carlos Reichenbach); e o hilariante Marcelo Bortotto, muito bem acompanhado da esposa, conversa com o Comodoro.

 O elenco do filme se confraterniza, antes da projeção. Destaque para Vanessa Goulart, Michelle Valle, Natália Lorda e os astros Fernando Pavão e Rocco Pitanga (recém premiado em Gramado, por sua atuação em AS FILHAS DO VENTO).

 Eis a essência do matriarcado da produção cinematográfica de São Paulo: MARIA IONESCU, SARA SILVEIRA e VAN FRESNOT. A expressão "pode vir quente" da produtora de GAROTAS DO ABC é de meter medo em cineasta principiante, ator arrogante, técnico incompetente e crítico de cinema ressentido. Também estiveram presentes à sessão, embora não apareçam nesta foto, as outras duas leoas da produção de longa metragem bandeirante: ASSUNÇÃO HERNANDES e ZITA CARVALHOSA.

 Alessandro Azevedo, o Maleita de GAROTAS DO ABC, mostra a "peixeira" improvisada para o "capitão de fragata" Vebis Junior.

 Kiko Molica, do Canal Brasil. entrevista Fernando Pavão.

 O "bendito ao fruto" Vebis Junior, abandona a câmera e vira "objeto do desejo" de Márcia de Oliveira e Natália Lorda. O "enviado especial" do Reduto é o proprio Sissi....

Como diria Rogério Sganzerla: Isto é Brasil !!!!! Vanessa Goulart, Michelle Valle e Lina Agifu.

 Fora da tela, o contador se deu bem: Eduardo Sofiatti e Michelle Valle.

 Vanessa Goulart não aguenta e volta à "incorporar" a personagem Marcinha Zarolha e (novamente) deverá "roubar a cena" em LUCINEIDE FALSA LOURA, o segundo longa metragem da "saga proletária" ABC-CLUBE DEMOCRÁTICO.



 Escrito por Carlos Reichenbach às 02h23
[] [envie esta mensagem]


 
   COLUNISMO SOCIAL

GAROTAS DO ABC NO ABC

Flagrantes de VEBIS JUNIOR

Comentários de RAIMUNDA VALLADARES (a Marlene Bergamota do Reduto)

 As três salas do Extra Cinemark de São Bernardo foram exíguas para receber os convidados da sessão especial de GAROTAS DO ABC, no dia 23 de agosto, na cidade-personagem do filme. Que se faça justiça: foi a melhor projeção, em termos de qualidade de imagem e som, que a equipe do filme pode assistir até hoje.

 O elenco em peso do filme esteve presente à sessão especial para São Bernardo, incluindo a atriz gaúcha Fernanda Carvalho Leite (no meio e no extremo inferior da foto) que deverá ser a protagonista de LUCINEIDE, FALSA LOURA, segundo longa metragem da "saga proletária" de Carlos Reichenbach, à ser rodada em 2005, em Santo André e São Bernardo.

 O sr. Lorda, pai da atriz Natália (a Paula Nelson de GAROTAS), veio especialmente da Argentina, onde atua na área do Meio Ambiente para o governo de seu país, para assistir a estréia da filha como uma das protagonistas do longa metragem. Na foto, ele conversa (em castelhano) com Paulo Celestino Filho, Vanessa Alves e o diretor do filme.

 Vebis Junior, o nosso capitão-de-fragata oficial, conseguiu reunir novamente os dois atores premiados no Festival de Brasília de 2004, Ênio Gonçalves e Vera Mancini para uma foto com o diretor Reichenbach.

 Vebis Junior superou todas as espectativas e realiza a sua obra-prima fotográfica-documental quando voltou à reunir as três operárias-símbolo do filme-piloto do projeto ABC-CLUBE DEMOCRÁTICO: LINA AGIFU, MICHELLE VALLE e VANESSA ALVES.



 Escrito por Carlos Reichenbach às 12h16
[] [envie esta mensagem]


 
      
 
 

HISTÓRICO
 24/01/2010 a 30/01/2010
 25/01/2009 a 31/01/2009
 22/07/2007 a 28/07/2007
 22/01/2006 a 28/01/2006
 30/01/2005 a 05/02/2005
 23/01/2005 a 29/01/2005
 16/01/2005 a 22/01/2005
 09/01/2005 a 15/01/2005
 02/01/2005 a 08/01/2005
 26/12/2004 a 01/01/2005
 19/12/2004 a 25/12/2004
 12/12/2004 a 18/12/2004
 05/12/2004 a 11/12/2004
 28/11/2004 a 04/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004
 07/11/2004 a 13/11/2004
 31/10/2004 a 06/11/2004
 24/10/2004 a 30/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004
 03/10/2004 a 09/10/2004
 26/09/2004 a 02/10/2004
 19/09/2004 a 25/09/2004
 12/09/2004 a 18/09/2004
 05/09/2004 a 11/09/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004
 15/08/2004 a 21/08/2004
 08/08/2004 a 14/08/2004
 01/08/2004 a 07/08/2004
 25/07/2004 a 31/07/2004
 18/07/2004 a 24/07/2004
 11/07/2004 a 17/07/2004
 04/07/2004 a 10/07/2004
 27/06/2004 a 03/07/2004
 20/06/2004 a 26/06/2004
 13/06/2004 a 19/06/2004
 06/06/2004 a 12/06/2004
 30/05/2004 a 05/06/2004
 23/05/2004 a 29/05/2004
 16/05/2004 a 22/05/2004
 09/05/2004 a 15/05/2004
 25/04/2004 a 01/05/2004
 18/04/2004 a 24/04/2004
 11/04/2004 a 17/04/2004
 04/04/2004 a 10/04/2004
 28/03/2004 a 03/04/2004
 21/03/2004 a 27/03/2004
 14/03/2004 a 20/03/2004
 07/03/2004 a 13/03/2004
 29/02/2004 a 06/03/2004
 22/02/2004 a 28/02/2004
 15/02/2004 a 21/02/2004



OUTROS SITES
 NOVO ENDEREÇO DO REDUTO DO COMODORO
 OLHOS LIVRES - o site de Carlos Reichenbach
 CARTAS DO REICHENBOMBER - Arquivo
 DEZENOVE SOM E IMAGENS
 OS BLOGS QUE CONCORREM AO QUEPE DO COMODORO
 ALTA FIDELIDADE
 ANOTAÇÕES DE UM CINÉFILO
 ARKADIN - CINEMA, PRA COMEÇO DE CONVERSA
 ARTE GRÁFICA (ou ANJO EXTERMINADOR)
 BAÚ DE FILMES
 CAIXA PRETA
 CELULÓIDE CORTADO
 CHIP HAZARD
 CINECASULOFILIA
 CINE ESTRANHO
 CINEFILIA
 CINÉFILOS DO TERCEIRO MUNDO
 CINÉFILOS OFF-LINE
 CINÉFILOS ON LINE
 CINEMA CUSPIDO E ESCARRADO
 CINE MAJESTIC
 CINEMATÓRIO
 CINENETCOM
 CURRAL CINE - BLOG DA VAQUINHA EUGÊNIA
 DIÁRIO DE BORDO
 DIÁRIO DE UM CINÉFILO
 DR. IGOR - NEWS ASSOCIADOS
 EM CARTAZ
 ERA UMA VEZ NA PARAÍBA
 FILMES DO CHICO
 FILMES GLS OU QUASE
 FREE AS A WEIRD
 FULERUS FILMES
 HATTORI HANZO
 IMPRESSÕES CINÉFILAS
 IMPÉRIO CINÉFILO
 LIMÃO MATUTINO - SEGUNDA SAFRA
 LOS OLVIDADOS
 MATA HARI & 007
 MELODIA DO OLHAR
 MONDO PAURA
 NUVEM DE PÓLVORA
 OS INTOCÁVEIS
 PAGODA REBORN
 PICILONE
 PSEUDOCINÉFILOS
 QUALQUER COISA QUE POSSA ME INTERESSAR ...
 QUARTO DO CHIKO
 RD - B SIDE
 REPETE QUE EU NÃO OUVI DIREITO
 SALA PROIBIDA
 SETARO´S BLOG
 THE BRIDGE
 TRÊS CINÉFILOS EM CONFLITO
 VERDADES E MENTIRAS EM 24 FOTOGRAMAS
 CONTRACAMPO
 CINEMASCOPIO
 CINE IMPERFEITO
 FILMESCÓPIO
 CRÍTICOS.COM
 CINEMA MARGINAL
 STONE AGE SCANNERS
 SALVE O VHS
 BLOG DO TAS
 VGI - Vivian Golombek
 O SIGNO DO DRAGÃO
 ALMANAQUE ROSÁRIO CAETANO
 DIONISÍACAS - O Blog do Dionísio Neto
 CINEMINHA
 CINEFILIA
 MULHERES DO CINEMA BRASILEIRO
 CINEMA EM FOCO - o cinema em Brasília
 DICK DANELLO - o site
 BLOG DO CINEMA BRASILEIRO
 DOINEL, O CINÉFILO DE DOIS CÓRREGOS
 SURREALISMO / DE CINEMA
 REATOR - Revista de Cultura
 AGULHA - REVISTA DE CULTURA
 FAKERKAKIR - Site de Ficção e Jornalismo
 REVISTA ETCETERA
 O CISCO TORNITRUANTE
 DOUTOR DALTON - um Blog surpreendente
 A MATÉRIA DO SONHO
 OLIGOFRIENDS
 JOSÉ GERALDO MARTINS
 NOTÍCIAS DO ZOO
 DEDOS DAS MOÇAS
 AS PERDIDAS
 BURBURINHO - o pensamento vivo de Nemo Nox
 OMBUDSMANS DE X-SALADA - é à sério
 MALDITOS FILMES BRASILEIROS
 JAPAN ACTION - site brasileiro
 POST DEAD - o Blog do Villa da 89FM
 MAGNUS OPUS COLLECTION
 CABINE - Revista Virtual
 SOMBRAS ELÉTRICAS
 MEIA ENTRADA
 FOTOLOG DO VEBIS JUNIOR
 ACRE INFUSO - O Blog-roteiro
 BOCA DO INFERNO
 APLAUSO - Revista de Cultura
 TODOS JORNAIS DO PAÍS
 JORNAL DOS OLHOS LIVRES
 O CRÍTICO DE CINEMA
 CINEMA NO DIVÃ
 CINE ART
 MOVIES AND MORE
 CINEMA E ETC
 WIDESCREEN
 OS CINÉFILOS
 7ARTE
 SPOILER
 CINELIGADO
 CINÉFILOS
 NOS BASTIDORES DA NOTÍCIA
 EU ASSISTI
 CINEMA & LITERATURA
 IMAGEM EM MOVIMENTO
 PORTAL CINE
 CINELÂNDIA
 CINEMA TURBINADO
 CINE VÍDEO EDUCAR
 CINEMA COM RAPADURA
 KINEMAIL
 POPPY CORN
 BLOG DA LAURA BEATRIZ
 O CAIXOTE - REVISTA
 VIVER E MORRER NO CINEMA
 BLAXPLOITATION
 EROTIKILL
 O ESCURINHO NO CINEMA
 CINEMANÍACO
 PINK FREUD
 SCORETRACK NETWORK - MÚSICA E CINEMA
 ROTEIROS ON LINE
 NÃO
 VÍDEO CLUBE CINE SERIADO - Compra de filmes raros
 CINE TV NOSTALGIA - Compra de filmes raros
 PUTRESCINE - Compra de filmes raros
 REVISTA BALA
 DICACINE
 MOÇO DE FAMÍLIA - Contos, crônicas e ensaios
 PLANO A PLANO
 CINEMA LIDO
 FILMES BRASILEIROS QUE POSSUAM O ESPORTE COMO TEMA
 DROPS MAGAZINE - CINEMA
 A REBELDIA, O SONHO E O CINEMA
 MONSTRO NA GARAGEM
 CINETRIX
 O OLHO DE HOCHELAGA


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!